Como ser nômade digital?

Quer ser nômade digital, mas não sabe por onde começar. Este artigo vai te ajudar a dar os primeiros passos.

Tornar-se nômade digital é o sonho de muita gente. Um sonho que pode parecer distante, mas está ao alcance de todos que se propõem a criar um plano e cumprir as etapas definidas.

Em primeiro lugar, é preciso entender o conceito de nomadismo digital. Trata-se da prática de morar em diferentes lugares enquanto se exerce uma atividade profissional online

Uma premissa é que essa atividade possa ser exercida de forma remota, onde quer que se esteja. É por isso que, para os nômades digitais, o principal requisito ao escolher lugares para ficar é uma boa conexão com a internet. 

Não se trata, portanto, de partir para um “mochilão” pelo mundo, contando com a possibilidade de conseguir empregos temporários locais. O conceito de nomadismo digital se baseia em trabalhos online que possam ser executados de qualquer lugar onde haja acesso à internet.

Casal Partiu, primeiro casal de nômades digitais do Brasil - Artigo sobre como ser nômade digital . Foto em Hvar, Croácia.
Casal Partiu na Ilha de Hvar/Croácia – Nômades Digitais desde 2010

Sempre de olho no próximo destino

Nômades digitais não têm residência fixa, um local para o qual retornam ao final de cada viagem. Como o nome indica, são nômades, pessoas que se movem com regularidade

O tempo máximo que um nômade digital permanece em cada país é definido pelo limite concedido a turistas, que costuma ser de três meses. Em alguns países, no entanto, pode chegar a um ano. 

Enquanto estão vivendo num determinado país, já sabendo o tempo máximo que terão, os nômades precisam planejar e definir o próximo destino. Esse processo de pesquisa faz parte do cotidiano.

Vinicíus Teles do Casal Partiu - artigo do Blog, como ser um nômade digital. Foto em Sveti Stefan, em Montenegro
Vinícius Teles – Nômade Digital em Sveti Stefan/Montenegro

Nomadismo é o contrário de sedentarismo 

O nomadismo é uma prática antiga da humanidade. Até certo momento da evolução humana, o normal era estar constantemente em movimento. 

Isso acontecia com os povos que viviam da coleta de recursos da natureza, da caça ou periodicamente precisavam de novas áreas de pastagens para o gado. 

Com o desenvolvimento da agricultura, vários desses povos nômades passaram a se estabelecer em locais fixos. Esse fenômeno é conhecido nos livros de História como sedentarismo. Sim, o mesmo termo que costumamos usar hoje para quem não pratica atividades físicas.

O termo sedentarismo ganhou uma conotação negativa porque transmite a ideia de acomodação. Já a ideia de estar sempre em movimento, física ou mentalmente, é associada a novas realizações, conquistas e descobertas.

Fusão perfeita entre trabalho e férias

A evolução da tecnologia, a facilidade para viajar e principalmente a criação da internet permitiram o surgimento de um novo tipo de nomadismo, o digital

A diferença em relação aos povos antigos é que os nômades contemporâneos optam por esse estilo de vida. Para nossos antepassados, tratava-se da única opção diante da escassez de recursos para sobrevivência. 

Nômades digitais exercem trabalhos online e aproveitam a liberdade proporcionada por essa condição para viajar pelo mundo e conhecer diferentes culturas. Não precisam esperar as férias para fazer isso.

Vinícius Teles, Artigo Blog, como ser nômade digital em Sighisoara Citadel na Romênia
Vinícius Teles em Sighisoara Citadel/Romênia

Uma surpresa: pode ser mais barato

A primeira dúvida que costuma passar pela cabeça das pessoas que sonham com esse estilo de vida são os custos financeiros para ter uma vida assim.

Talvez esta seja a maior de todas as surpresas: no final das contas, o nomadismo pode ser mais barato do que manter uma residência fixa numa grande cidade brasileira.

Imagine se livrar de todos os gastos envolvidos – aluguel, parcela de financiamento imobiliário, IPTU, condomínio, móveis, eletrodomésticos, manutenção, água, energia elétrica, gás, carro, combustível, impostos diversos. Essa economia contribui para os nômades digitais financiarem suas viagens e estadias pelo mundo.

A experiência que vai sendo acumulada resulta na capacidade para encontrar boas oportunidades de passagens e de hospedagem, utilizando-se em geral plataformas de aluguel como o Airbnb

Viajar se torna parte do cotidiano

Esta é, portanto, a primeira barreira mental que precisa ser quebrada rumo ao sonho de virar nômade digital: a de que viajar é caro. 

As pessoas têm isso em mente porque, quando viajam em férias, somam os custos fixos da vida cotidiana aos gastos da viagem. Em casos assim, viajar de fato representa custos extras e sobrecarrega o orçamento.

Além do mais, as viagens tradicionais de férias costumam incluir pacotes de hospedagem em lugares turísticos, com atividades de lazer e refeições incluídas. Tudo isso deixa a conta mais alta.

No caso dos nômades digitais, a situação é diferente. Os custos não se acumulam. Viajar é a vida normal.

Patricia Figueira do Casal Partiu em uma cozinha de apartamento do Airnbnb. Nômades digitais
Patrícia Figueira

Com planejamento, pode ser para todos

Outra dúvida recorrente é se o nomadismo se adapta a diferentes configurações familiares. Se pode ser igualmente praticado por pessoas sozinhas, por casais e por famílias com filhos.

A experiência tem demonstrado que o nomadismo digital é um estilo de vida que se adapta muito bem ao cotidiano de um casal. 

Lançar-se sozinho à prática é possível, mas demanda cuidados para não se transformar em uma experiência solitária. Com filhos o desafio é maior, porque passa a incluir outros elementos, como home schooling, o ensino em casa. 

Mas esses fatores não são impeditivos, claro. É preciso apenas que o planejamento leve em consideração essas circunstâncias.

Possibilidades ampliadas de trabalho remoto

Chegamos agora à questão mais importante para se tornar nômade digital: a atividade online que será exercida. 

Muitas pessoas já trabalham de forma remota no Brasil. A prática do home office foi impulsionada durante a pandemia de covid-19 – e muita gente gostou da experiência.

As empresas se tornaram mais abertas à possibilidade de trabalhar com profissionais que não estejam presentes fisicamente e cumprem tarefas por demanda. Dessas novas circunstâncias podem surgir muitas oportunidades para quem deseja ser nômade digital.

Outro caminho é o empreendedorismo digital. Hoje é possível tirar proveito do fato de que a economia se tornou global para criar produtos e serviços que podem ser fornecidos de qualquer lugar para qualquer lugar.

Decidir e agir: antídotos contra a frustração

Quem já tem uma atividade que pode ser feita à distância e trabalha em home office está um passo adiante no projeto para se tornar nômade digital. Mas isso não significa que as pessoas que têm um emprego presencial não possam sonhar com esse estilo de vida.

Tudo depende, basicamente, de dois fatores: tomar a decisão e desenvolver um plano. Tornar-se nômade digital não é algo para ser feito da noite para o dia. É preciso definir metas e prazos para cumprir os passos necessários. 

Caso contrário, a vida vai passando e o nomadismo digital se torna um sonho nunca realizado. Ninguém precisa viver essa frustração. Basta começar a agir, desde já!

Orientação segura para planejar a transição

Para te ajudar a criar um plano de transição que faça sentido em seu caso particular, o Casal Partiu criou o Desafio Nômade. É um treinamento online que te dá clareza sobre os passos necessários para se tornar nômade digital. Nele, você descobre inclusive que atividade online seria a mais adequada em seu caso.

Quando você só pesquisa na internet e não conta com orientação especializada, o mais comum é encontrar soluções mágicas e informações superficiais sobre trabalho online que resultam em confusão e angústia

Que tal pegar um atalho seguro? O Desafio Nômade ajuda você a aproveitar os conhecimentos e a bagagem profissional que já carrega. 

É uma espécie de “orientação vocacional” para quem quer iniciar uma carreira online com o objetivo de viabilizar o nomadismo digital.

Chegou a hora de dar o primeiro passo!

O Desafio Nômade é um treinamento online conduzido por especialistas reconhecidos no tema – o Casal Partiu, formado por Patrícia Figueira e Vinícius Teles. Em mais de 10 anos como nômades digitais, o casal passou por mais de 400 cidades espalhadas por 70 países.

Nos últimos anos, o Casal Partiu formou diversos nômades digitais através de seu livro e de seus treinamentos. O Desafio Nômade é a opção ideal para quem deseja dar os primeiros passos. Mais de mil alunos já passaram pelo Desafio Nômade. Eles saíram transformados e conscientes da viabilidade de se tornarem nômades digitais.

Se você sonha em se tornar nômade digital e não sabe por onde começar, conheça o Desafio Nômade clicando aqui.

Conheça o Desafio Nômade e saiba o que é preciso para ser um Nômade Digital
Clique na Imagem para conhecer o Desafio Nômade

8 respostas

  1. Tenho 63 anos e agora solteiro, quero viajar.

    Esse plano pode ser viabilizado pessoas minha faixa. Considerando tenho boa saúde, formação (economista, com algumas por graduações , inglês espanhol intermediário), tempo disponível/ aposentado e renda que não me v deixe tão dependente trabalho digital, caso nnão consiga viabilizar um.

    1. Oi, Jessé. Claro que funciona para pessoas de sua faixa etária. Inclusive, temos uma amiga nômade que está em sua faixa etária. Como você já tem uma renda, é ainda mais fácil do que para a maioria das pessoas. 😉

      Abraços, Vinícius

  2. Fiz o Desafio Nômade e adorei. O treinamento é muito pé no chão e realmente funciona pra te colocar num mindset que te permita se tornar nomade digital. O Vinicius e a Pati também são super simpáticos e acessiveis e demonstram uma genuina preocupação com seus mentorandos. Super recomendo e acho que para quem quer seguir essa vida, não há melhor lugar por onde se começar. Próximo passo, Imersão Digital.

  3. Parabéns pelo belíssimo projeto, eu digo que é um projeto dos sonhos. Imagino o quanto a felicidade irradia os vossos corações, daqui senti um pouco dela. Eu gostaria de viver viajando, conhecendo novas pessoas, novos lugares e claro, aprendendo na prática. Quanto conhecimento vcs adquiriram em todos esses anos! Admiro o vosso desprendimento em desbravar o mundo e empreendimento. Parabéns e sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

🔒 Suas Informações estão seguras.

Já conhece o guia completo que mostra todos os aspectos do estilo de vida nômade digital?