A plataforma de aluguel de imóveis é uma aliada essencial de quem decide se tornar nômade digital

Não ter casa fixa é uma das características mais marcantes do nomadismo digital, estilo de vida de quem viaja de país em país enquanto exerce uma atividade profissional remota.

Para a maioria das pessoas, essa é uma possibilidade que parece muito distante da realidade. Afinal, somos desde cedo submetidos à noção de segurança que a “casa própria” transmite. As famílias vivem há muitas gerações dessa forma – e romper uma tradição nem sempre é fácil.

Hoje, no entanto, está bem mais fácil escapar da ideia de que é preciso criar raízes em algum lugar. O advento da Internet e a evolução da tecnologia permitem que imóveis sejam alugados em qualquer parte do mundo de forma simples e sem burocracia, com preço justo e pelo tempo que for necessário. A plataforma mais conhecida e utilizada nesse sentido é o Airbnb.

Casal Partiu, desde 2010 experenciando incríveis acomodações ao redor do mundo

Impulso humano

Antes de falar mais sobre a vida nômade, é preciso admitir que a casa fixa traz algumas vantagens. Pode ser reconfortante ter um lugar para chamar de seu, um teto para sentir-se protegido e seguro, com todos os pertences organizados de um jeito pessoal, e numa vizinhança conhecida. Para quem tem um trabalho presencial, morar perto certamente é fundamental para a qualidade de vida.

Mas essas mesmas vantagens se transformam em desvantagens com o passar do tempo. Por mais que um lar possa ser aconchegante, é inevitável que surja a sensação de tédio.

Uma das estratégias inconscientes que as pessoas costumam adotar para lidar com esse tédio é o consumismo.

Vivem, assim, comprando novidades para a casa, com a ilusão de que estão “mudando algo”.

Mas logo a sensação de novidade deixa de existir e outras aquisições precisam ser feitas para, mais uma vez, combater o tédio. Qualquer pessoa que mora numa casa fixa acaba acumulando uma montanha de coisas sem necessidade real de ter a maioria delas.

O desejo de experimentar novidades é compreensível, pois se trata de um impulso natural do ser humano. Por isso a maior parte das pessoas gosta tanto de viajar. É a oportunidade para conhecer novos lugares, hábitos, comidas, realidades.

Os nômades digitais transformam essa sensação de descoberta em algo permanente. E o fato de estarem sempre trocando de casa contribui fortemente para esse frescor.

“Sempre há algo novo e surpreendente quando chegamos a um imóvel. Um objeto, um eletrodoméstico, as soluções de decoração, características da vizinhança”, conta Vinícius Teles – que forma, ao lado de Patrícia Figueira, o Casal Partiu, referência em nomadismo digital no Brasil.

Vinícius Teles em uma das cozinhas super equipadas e completas que alugaram pela plataforma do Airbnb.

Café moído na hora

Em dez anos como nômades digitais, Patricia e Vinícius já passaram por 70 países e alugaram imóveis pelo Airbnb em mais de 100 ocasiões.

A experiência os ensinou a fazer boas escolhas, com uma margem de erro bem pequena.

“Normalmente o que encontramos ao chegar nos locais fica dentro ou acima das nossas expectativas. Raramente é pior do que imaginávamos”, diz Patricia.

Um dos aspectos que o casal faz questão de ressaltar é que se tornar nômade digital não significa abrir mão dos confortos da vida moderna. Ao contrário: os imóveis selecionados por eles na plataforma costumam ter itens de excelente qualidade – cama macia, um bom chuveiro e todos os eletrodomésticos necessários, incluindo cozinha bem equipada, aspecto essencial para preparar as refeições em casa.

Às vezes há surpresas que vão além do esperado. Um exemplo ocorreu em 2019, quando o apartamento alugado pelo casal em Brasov, na Romênia, incluía uma máquina de moer grãos de café.

“Nunca tínhamos tido essa experiência. Compramos grãos de diferentes nacionalidades e simplesmente adoramos o resultado. Moer o café na hora faz muita diferença, mas só descobrimos isso porque havia essa máquina naquele apartamento”, lembra Vinícius.

Por conta da experiência, o casal comprou a própria máquina de moer café e a incluiu no seleto grupo de objetos que carregam para todos os lugares.

Ganho financeiro

“A sensação de leveza e praticidade que o Airbnb proporciona é incrível”, diz Patricia.

Ela destaca como um fator muito positivo a despreocupação com a manutenção da casa, dos eletrodomésticos e de serviços como energia elétrica, gás e internet.

“Qualquer problema é só avisar o proprietário”, complementa Patrícia.

Isso proporciona uma tremenda economia de tempo e redução de custos.

Afinal, quando você mora numa casa fixa e algum cano entope ou o motor da geladeira deixa de funcionar, é você quem precisa se mobilizar para chamar os profissionais que resolverão o problema – e é você quem vai pagar por esses serviços.

Nas casas alugadas via Airbnb, esse tipo de imprevisto causa impactos bem mais leves, em todos os sentidos. Além do mais, não há impostos, seguros e taxas de condomínio a pagar. Tudo isso também fica por conta do proprietário.

Considerando-se todos os prós e contras financeiros, o Casal Partiu não hesita em afirmar que a vida nômade é mais barata que a vida fixa numa grande cidade brasileira.

Eles exemplificam com o próprio caso. Estabeleceram como teto de gastos com hospedagem o valor de R$ 3 mil mensais – e conseguem cumprir essa meta ficando em imóveis muito confortáveis, algo que só é possível pela combinação entre a experiência acumulada para fazer pesquisas no Airbnb e a capacidade de negociação com os proprietários.

“Em geral, conseguimos redução significativa no preço inicialmente pedido. Muitas vezes chegamos a 50% do valor”, diz Vinícius.

Patrícia e Vinícius desfrutam também da hospedagem para realizar o seu trabalho online da forma mais confortável possível

Aprenda a negociar!

É claro que o Airbnb não é um sistema perfeito, e por isso é fundamental saber como usá-lo bem – e desfrutar, assim, de tudo o que a plataforma proporciona de positivo.

O Casal Partiu criou um curso, o Hóspede Inteligente, justamente para ensinar a fazer as melhores escolhas no Airbnb e a utilizar técnicas de negociação que ajudam a reduzir sensivelmente os custos das locações.

“São técnicas que podem até ser aplicadas em um universo mais amplo, porque se trata principalmente de aprender a organizar e apresentar argumentos. Muitas das pessoas que passaram pelo curso relatam usos que vão além da negociação com proprietários de imóveis”, diz Vinícius.

Saiba mais sobre o Hóspede Inteligente clicando aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

🔒 Suas Informações estão seguras.

Já conhece o guia completo que mostra todos os aspectos do estilo de vida nômade digital?